Evento reúne ouvidorias na UFRJ

WhatsApp Image 2019 05 14 at 11.51.52

A UFRJ recebeu, nos dias 11 e 12/4, a sexta edição do Fórum de Ouvidorias Públicas do Rio de Janeiro para debater o papel das ouvidorias na manutenção da democracia e da cidadania nos serviços públicos.

A abertura do evento reuniu representantes da universidade e de diversas ouvidorias do estado do Rio de Janeiro: Cristina Ayoub Riche, ouvidora-geral da UFRJ; Marcelo Corrêa e Castro, decano do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH); Valmir Gomes, ouvidor-geral da União; José Luís Campos, desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-1); Denise Freitas, ouvidora do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e Carlos Constenla, presidente do Instituto Latinoamericano del Ombudsman (ILO).

Corrêa e Castro abriu o evento ressaltando que a universidade sempre estará aberta para iniciativas que promovam a democracia e a pluralidade de vozes, pois é o espaço do debate e do contraditório. O decano destacou que encontros como esse, que viabilizam a troca do conhecimento entre as entidades, devem ser estimulados em prol da maior transparência na administração pública.

Constenla, presidente de uma das maiores instituições latino-americanas sobre o tema e convidado especial do fórum, falou sobre a multiculturalidade da América Latina e sobre como aproximar os países para tornar as instituições cada vez mais democráticas. Segundo ele, as ferramentas como o ombudsman e a ouvidoria são garantias aos direitos fundamentais dos cidadãos mesmo diante de momentos políticos distintos.

Riche se emocionou durante seu discurso ao lembrar as chuvas do dia 8/4, que causaram mortes e transtornos na cidade do Rio de Janeiro. A ouvidora-geral da UFRJ parabenizou o esforço de todos que trabalharam para realizar o evento mesmo com as dificuldades de locomoção e com os estragos provocados pelo temporal. Afirmou ainda que UFRJ vem construindo sua ouvidoria e atuando em busca de uma gestão mais transparente e atuante para solucionar os problemas da comunidade.

O evento também contou com palestras sobre a Lei de Acesso a Informação, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e políticas de combate ao assédio nas instituições, além de um treinamento em ouvidoria e uma apresentação do Grupo de Chorinho da Escola de Música da UFRJ.